Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 7 de fevereiro de 2010

OS BENEFÍCIOS E MALEFÍCIOS DA CHUVA


A chuva em nossa cidade é um dos maiores motivos de alegria para a população. Sem dúvida alguma pelo fato de nos trazer tantos benefícios. Ela nos oferece: condições climáticas adequadas para o plantio; água para a lavoura que traz nosso sustento e também todos os outros tipo de vegetais. Umedece e limpa o ar da poluição que produzimos, para assim obtermos uma respiração de qualidade que tanto precisamos; abastece os nossos reservatórios que nos garante água durante todo o ano; e várias outras maravilhas.
No entanto, os períodos chuvosos, não só em Equador como também em todo o mundo, não traz apenas seus benefícios, mas também seus malefícios como: enchentes; queda de árvores, postes, casas, prédios e barrancos; soterra estradas e casas matando inúmeras pessoas; e muitos outros fatores.
Em relação à nossa cidade, um dos principais transtornos que as chuvas causam é o desemprego, pois a principal fonte de renda dos equadoenses é o garimpo. As chuvas fazem com que as barreiras das banquetas se desmorone pelo o excesso de umidade na terra, por isso os garimpeiros que tem esse trabalho como sua única fonte de renda, nesse período chuvoso, eles se encontram na dura realidade entre abandonar seu serviço para não correr o risco de morrerem soterrados, e ficar com suas famílias passando por necessidades, ou então, enfrentam esse risco sem ter a certeza de retornar com vida.
Já morreram várias pessoas soterradas, pelo fato de muitas vezes as necessidades terem sido mais valorizadas do que a vida. Dessa forma muitas famílias de nossa cidade, além de ficar sem uma renda, perdem também um pai, esposo ou filho.
Dessa forma, nas épocas de chuvas o desemprego em Equador atinge cerca de 50% da nossa população, pois, por não haver garimpeiros para extrai o caulim não haverá matéria-prima para ser transportada e decantada. Assim, não só os garimpeiros como também os motoristas e funcionários de decantamentos ficam desempregados, o que nos impede de evoluir e desenvolver.

Antônio C. Cantalice

Nenhum comentário:

Postar um comentário